sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Homem artificializado

Os amigos hoje em dia são virtuais, a comida cheia de conservantes nem de longe lembra aquela comida gostosa feita no fogão de lenha na roça da minha tia. O interior das cidades e pessoas que antes tinham significado de paz e calmaria também vem perdendo seu sentido.
A luz do sol ainda ilumina, mais o ar puro a cada novo dia tem se tornado fumaça de carros e fábricas.
O jornal que já foi meio de informação, agora só mostra violência e morte.
A música que tem valor cultural tem perdido o sentido, e são escritas e tocadas a qualquer modo e o que serve para balançar o corpo não alimenta a mente; Os versos musicais que antes eram melódicos e intelectuais hoje são feitas de modo a alienar e desvalorizar e ate mesmo fazer apologia as drogas, violência e (pornolecencia) que vem também da TV, internet que são levados para as escolas.
As crianças não tem mais pais, que precisando sobreviver trabalham durante o dia inteiro, os filhos que são feitos as pressas são criados pela TV e rua.
O homem artificializou e a juventude de agora vive o hoje que passa num segundo, não querem aprender no passado, pois tem medo de serem velhos sábios preferem ser jovens a qualquer modo.
Tantas coisas poderiam explicar isso tudo. Somos vitimas? Culpados?
É preciso aprender que o moderno também tem defeito e que o antigo poderá sempre ser usado.
Pois olhando só para frente não temos as possibilidades que estão ao lado e não podemos voltar quando necessário.
Viva o hoje mais saiba que o hoje não explica tudo. Saiba que aquele baú antigo jogado no porão do esquecimento, pode ser uma pessoa, música, livro, verso pode ser qualquer coisa que você não presta mais atenção. Mais que poderá te dar um sentido real da vida.           Carlos Sá

5 comentários:

Ireldo disse...

Quanto mais longe ficamos;
Quanto menos nos importamos;
Quanto mais nos fragmentamos;
Quanto mais nos omitimos;

Menos mudamos.......

Quanto mais alienado;
Quanto mais culpado;
Quanto mais excluidos;

Mais somos;
Uma mera peça,num jogo que
O virtual vale mais
que um real.

Daqui pra frente disse...

Muito bom, critica social com fundamento.

Pri disse...

Gostei do blog ! Assunto pra refletir.

Kamilla soares disse...

Humm....Que saudade de ler algo que faça sentido em meio à coisas tão banais em que vivemos,valores que as vezes passam desapercebidos em meio à correria do dia-a-dia, mas que não podem ser nunca ESQUECIDOS!!!

Gostei muito de ler isso...Parabéns!!!

serdeluz123 disse...

Ja dizia o Fantastico da idade da pedra ao homem de Plastico. So que eu nao acho que isso seja Fantastico.
A Monsanto a Bunge a Nestle toda uma serie de empresas super poderosas estao tornando nossa comida plastico.
Seremos de plastico no futuro?
www.novaparada.bolgspot.com